O uso padrão em testes de paternidade e outros testes de DNA é o cotonete oral (swab). Isto porque o cotonete é simples de manusear e oferece alta taxa de sucesso. No entanto, muitas pessoas perguntam sobre o uso de outros tipos amostras. Testes de DNA com fios de cabelo é de fato um dos testes mais comuns que existe e muitas pessoas tem realizado, porém há muito a ser explicado sobre fios de cabelo e a validade de uso em amostras deste tipo.

Testes de DNA com fios de cabelo: Mas o que é o cabelo?

O cabelo é dividido em duas partes, o eixo que é o que se vê acima da superfície da pele e a raiz ou folículo, que é abaixo da superfície da pele. Cabelos são feitos de um tipo de proteína conhecida como queratina e são compostas entre 2 a 3 camadas entrelaçadas.

Filmes de detetive e investigação criminal são um pouco enganadores, especialmente quando a polícia pega a amostra de cabelo com um par de pinças para a análise de DNA. Cabelo que é cortado, infelizmente, não contém nenhum núcleo de DNA válido. Para os testes de DNA do cabelo serem bem sucedidos deve-se ter a raiz ou folículo anexado. Empresas sérias e responsáveis em teste de DNA irá desencorajar fortemente o uso de uma amostra cortada do cabelo para testes de paternidade ou outros testes.

Amostras de fios cabelo cortado não são totalmente inútil, eles na verdade, fazem muito bem um tipo muito específico de teste conhecido como MtDNA. O teste do MtDNA (mitocondrial) é usado para determinar se duas pessoas compartilham a mesma linha materna, e dada a baixa taxa de mutação no tipo do DNA, este teste é bastante preciso. No entanto, este é o único tipo de teste de fios de cabelo que pode ser realizado sem que o fio contenha especificamente uma bola branca presa à extremidade do cabelo (essa pequena bola é a raiz do cabelo).

Se os fios de cabelo forem arrancados ou rasgados do couro cabeludo, então poderá ser enviado para análises de DNA. Testes de DNA com fios de cabelo (recém arrancados) é, naturalmente, sempre melhor, e um mínimo de 5 fios, sendo acima desta quantia recomendada. Se o cabelo é muito antigo, pode-se optar por usar métodos de teste avançado, mas este há custo adicional. No entanto, sendo os fios do cabelo velhos ou recém arrancados, é ainda possível realizar um teste de DNA.

Como faço para recolher e enviar a minha amostra de DNA de fios de cabelo?

Depois de te-los arrancado, verifique se os cabelos tem ou não tem a raiz, você pode simplesmente colocá-los em envelope de papel seco tomando cuidado para não toca-los, tanto quanto for possível, e enviá-los para análise laboratorial.

O teste com fios de cabelo são executados em teste MtDNA, com taxa de 75% de sucesso, portanto, se os cabelos conter o folículo, os laboratórios têm chance muito alta de extração do DNA, sendo necessário os fios não degradados, para conduzir o tipo de teste escolhido. É importante sempre contatar a empresa contratada para o seu teste antes de enviar qualquer amostra de DNA.